Atualizado 07/02/2018

Cavalgada do Mar reúne 2,5 mil cavalarianos no Litoral

Trajeto será finalizado no próximo dia 10, no balneário de Dunas Altas, em Palmares do Sul.

Foto: Mauro Schaefer
Foto: Mauro Schaefer

Voltando a realizar o antigo trajeto pela Praia da Guarita, em Torres, a 34ª Cavalgada do Mar iniciou no sábado com cerca de 2,5 mil cavalarianos. O grupo partiu do Parque do Balonismo, em Torres, e foi até Arroio do Sal no primeiro dia. No domingo, eles seguiram até Capão da Canoa e, nesta segunda, a cavalgada segue para a praia de Santa Teresinha, em Imbé. Ela será finalizada no próximo dia 10, no balneário de Dunas Altas, em Palmares do Sul, após mais de 200 quilômetros percorridos pela beira-mar.

 

Cerca de 1,5 mil participantes se juntaram ao grupo nos dois primeiros dias do evento. A expectativa é de que ainda mais cavalarianos cheguem ao Litoral durante a atividade tradicionalista, totalizando mais de 5 mil participantes. O comandante da cavalgada e vice-presidente da OAB/RS, Luiz Eduardo Amaro Pellizzer, relatou que muitos participantes estão envolvidos com eventos tradicionalistas que estão ocorrendo em cidades do Interior, como o Rodeio de Vacaria. Porém, assim que estes eventos foram encerrados, o restante dos cavalarianos deverão se juntar ao grupo.

 

Até o momento, a Cavalgada do Mar segue sem problemas e contando com o prestígio dos veranistas. “Estamos sendo muito bem recepcionados. Pegamos as praias lotadas, e o pessoal fica batendo palmas, querendo saber onde a cavalgada estará em determinado dia. Tem sido muito bom”, disse Pellizzer. O comandante também chamou a atenção para a disponibilidade e auxílio dos municípios. “Em Torres, o prefeito nos escoltou, a pé, até o limite do município. Em Arroio do Sal e Capão da Canoa, também nos receberam muito bem”, ressaltou. 

 

Uma das características marcantes dessa edição é a participação de um grande número de jovens e de pessoas de outros estados, como Minas Gerais, Paraíba, São Paulo e Santa Catarina. “Eu vejo um clima muito semelhante, onde o jovem está se voltando ao tradicionalismo para expressar e procurar valores e princípios que o nosso momento político está fazendo a gente perder”, afirmou o comandante se referindo a época da Califórnia da Canção e a necessidade dos tradicionalistas da época em se expressar.

 

Realizado há mais de 30 anos, o evento está no Livro dos Recordes (Guinness Book) como o maior evento festivo do homem a cavalo do mundo. “É lindo ver a cavalgada passando. É um orgulho de todo gaúcho”, afirmou a veranista Fátima da Rosa Lima, 58, que acordou cedo para acompanhar a saída dos cavalarianos pela Praia da Guarita.

Fonte: CP
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções