Atualizado 12/06/2018

Desfalques justificam queda de rendimento do Grêmio

Luan e Kannemann, com desgaste muscular, não viajaram para enfrentar Sport.

Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Flickr / Divulgação / CP
Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Flickr / Divulgação / CP

No dia 1º de maio, o Grêmio goleava o Cerro Porteño por 5 a 0, na Arena, pela Libertadores da América. Quatro dias depois, o time de Renato Portaluppi aplicava 5 a 1 no Santos, pelo Campeonato Brasileiro. A equipe jogava um futebol vistoso e encantava a torcida. Havia um consenso de que o Tricolor era a melhor equipe do país naquele momento e até uma lamentação pelo fato de os mata-mata da Copa do Brasil e Libertadores serem apenas após a parada da Copa do Mundo da Rússia. Mas em pouco tempo o panorama mudou completamente. Vieram os desfalques, principalmente por lesões musculares, o desempenho teve uma queda brusca e os resultados ruins na Arena começaram a incomodar.

 

“O meu time não está jogando mal, ele não vem apresentando o mesmo futebol de pouco tempo atrás”, justifica o técnico Renato Portaluppi. “O Grêmio está sempre jogando sem quatro, cinco jogadores importantes, é complicado por causa do entrosamento, do conjunto. Mas mesmo com todos esses problemas, estamos classificados na Copa do Brasil e Libertadores, além de estarmos bem colocados no Brasileiro”, lembra o treinador gremista.

 

Sem Kannemann e Luan 

 

Nesta quarta-feira, diante do Sport, em Recife, o time terá vários desfalques mais uma vez. Renato terá de colocar em campo uma equipe mista no último jogo antes da esperada parada da Copa do Mundo. Luan e Kannemann, ambos com desgaste muscular, nem viajaram com a delegação para o Nordeste. Maicon, com lesão na panturrilha, também segue fora. Pelo menos no domingo o capitão teve um substituto que deu conta do recado. Cícero fez sua melhor atuação na temporada jogando mais recuado.

 

Ramiro é dúvida e ainda passará por uma reavaliação do departamento médico para saber se tem condições. Para finalizar, Everton levou o terceiro cartão amarelo contra o América-MG e está suspenso. “Nós vamos ter tempo para recuperar todos jogadores, treinar parte física, técnica e tática. Esperamos não ter mais esses problemas, o Grêmio volta forte após a Copa”, acredita Renato Portaluppi.

 

O Grêmio segue negociando com o Santos a possível saída do volante Jailson. Inicialmente, o clube não vai ao mercado fazer a reposição, já que considera satisfatórias as opções que tem no grupo de jogadores.

Fonte: CP
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções