Atualizado 02/08/2018

Grêmio sai na frente, mas sofre empate do Flamengo e se complica

Tricolor foi totalmente dominado na segunda etapa e cedeu o 1 a 1.

O Grêmio queria uma vantagem, e ficou na vontade. O Tricolor fez bom primeiro tempo e arrancou o 1 a 0 sobre o Flamengo, nesta quarta-feira na Arena. Só que parou na etapa final e foi completamente dominado. Após meia-hora segurando os cariocas, sofreu o empate no último lance e amargou o 1 a 1. Agora, tudo está aberto na decisão das quartas de final da Copa do Brasil.

 

As duas equipes voltam a se enfrentar no próximo sábado, novamente na Arena, pelo Brasileirão. O duelo decisivo valendo a vaga na semifinal da Copa do Brasil está marcado para 15 de agosto, no Maracanã. Como não há saldo qualificado, quem vencer avança. Em caso de empate, a vaga será definida na cobrança de pênaltis.

 

Velocidade e finalizações

 

O primeiro tempo entregou para os gremistas exatamente o confronto difícil esperado contra o líder do Brasileirão. Marcação intensa e toque de bola dos dois lados, mas o Tricolor foi mais efetivo em criar chances de gol. Os comandados de Renato Portaluppi apresentaram as intenções logo que o apitou soou. Maicon roubou bola no meio e acionou Luan. O craque tabelou com André e tentou o chute da entrada da área, mas mandou em cima do goleiro Diego Alves.

 

A iniciativa do chute, por sinal, foi uma novidade no Grêmio, após várias partidas com críticas ao volume ofensivo sem tantas conclusões. Everton sozinho tentou a conclusão quatro vezes nos limites da área, parou na zaga, contudo. Até Geromel, numa bola espantada pela defesa, tentou o chute de primeira, mas teve a bola desviada por Paquetá.

 

Só que o Mengão tinha a bola também e, quando acontecia, o perigo era iminente. Numa das melhores chances, Marlos Moreno ganhou de Geromel, fintou o zagueiro e chutou da meia-lua. Marcelo Grohe fez bela defesa no canto direito.

 

A torcida voltou a se assustar na Arena aos 22 minutos. Maicon foi desarmado no meio-campo e Cuellar recebeu livre na área. Por sorte, chutou para fora enquanto a galera prendia a respiração. O ensaio para o gol começou aos 29 minutos, com dois belos chutes de Cícero que quase venceram Diego Alves.

 

Aos 37, contudo, não houve discussão em uma linda jogada gremista. Léo Moura recebeu na direita e driblou a zaga. Chamou a tabela com Ramiro e da linha de fundo olhou para a área. Enxergou Luan e para ele foi a bola logo atrás da marca do pênalti. Livre, o atacante espetou de chapa no canto esquerdo e fez a Arena explodir em festa com o 1 a 0 antes do intervalo.

 

Flamengo toma conta

 

O segundo tempo começou com o Tricolor tentando mostrar que ia manter a pressão. André fez boa participação, ao sair da área e armar jogada para Everton de primeira. O atacante recebeu, limpou dois marcadores, mas exagerou no capricho. Podia chutar, tentou o passe para o lado e ninguém apareceu para conferir.

 

Depois dos 10 minutos, contudo, o Flamengo assumiu a iniciativa em busca do empate. Aos 12, Paquetá cobrou falta e carimbou a barreira. Sobrou para Diego, que chutou de novo na zaga gremista. Logo em seguida, Vitinho entrou no lugar de Marlos Moreno, para sua estreia rubro-negra, e passou a ser muito acionado. Em jogada dele, a zaga gremista espanou no alto e sobrou livre para Diego. O meia tentou o chute à queima-roupa, mas Grohe conseguiu defender.

 

O fim da partida foi de pressão total flamenguista. Bolas alçadas na área, tabelas no entorno. Chutes, entretanto, foram poucos, enquanto Jael e Léo Gomes se revezavam com os zagueiros limpando os trilhos na zona do perigo.

 

Apenas aos 41, em bela jogada de Diego, Paquetá correu livre para dentro da área e chutou no canto esquerdo, mas parou em boa defesa de Marcelo Grohe. Aos 44, mais drama. Cuellar cruzou para Diego, que aparou de cabeça totalmente livre. Dentro da pequena área – era ele e o gol – o meia mandou por cima.

 

No entanto, o lance não desanimou o Flamengo, que seguiu em cima de um Grêmio acuado. E aí veio o preço. No fim dos acréscimos, Lincoln aparou cruzamento entre dois marcadores gremistas e mandou entre Grohe e o travessão, decretando o 1 a 1 e frustrando 40 mil torcedores na Arena.

 

Copa do Brasil 2018 - Quartas de final 

 

Grêmio 

Marcelo Grohe; Léo Moura (Leonardo), Geromel, Kannemann e M. Oliveira; Cícero, Maicon, Ramiro e Luan; Everton (Marinho) e André (Jael). Técnico: Renato Portaluppi. 

 

Flamengo 

Diego Alves; Rodinei, Réver, Léo Duarte e Renê; Cuéllar, Lucas Paquetá, Diego e E. Ribeiro; M. Moreno (Vitinho) e Uribe (Lincoln). Técnico: M. Barbieri.

 

Gols: Luan (G) e Lincoln (F).

Árbitro: Raphael Claus.

Local: Arena do Grêmio.

Público: 40.075 (total).

Renda: R$ 1.919.531,00. 

© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções