Atualizado 26/12/2017

IBGE prevê safra de grãos 9,2% menor em 2018

Produção de cereais, leguminosas e oleaginosas foi estimada em 219,5 milhões de toneladas. Devem cair mais as produções de milho e soja.

(Foto: Celso Junior/Estadão Conteúdo)
(Foto: Celso Junior/Estadão Conteúdo)

A safra de grãos do próximo ano deverá ser 9,2% menor do que a de 2017, de acordo com as previsões do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgadas nesta terça-feira (12). A produção de cereais, leguminosas e oleaginosas foi estimada em 219,5 milhões de toneladas. Devem cair as produções de milho (15,9 milhões de toneladas) e soja (6,8 milhões de toneladas).

 

Já a 11ª estimativa para a safra de 2017 totalizou 241,9 milhões de toneladas, com aumento de 56,1 milhões de toneladas (30,2%) em relação a 2016 (185,8 milhões de toneladas).

 

A área a ser colhida, de 61,2 milhões de hectares, foi 7,2% maior que a de 2016. O arroz, o milho e a soja, juntos, representam 93,9% da estimativa da produção e respondem por 87,8% da área a ser colhida.

 

Na comparação com 2016m cresceram as áreas de soja (2,2%) milho (19,2% ) e arroz (4,6% ). Quanto à produção, ocorreram aumentos de 17,4% para o arroz, 19,4% para a soja e 55,2% para o milho.

 

Regiões

 

A previsão de novembro para a safra de 2017 aponta produção de cereais, leguminosas e oleaginosas com a seguinte distribuição, em toneladas:

 

  • Centro-Oeste (106,0 milhões)
  • Sul (85,2 milhões)
  • Sudeste (24,0 milhões)
  • Nordeste (17,9 milhões)
  • Norte (8,8 milhões)

 

Em relação à safra passada, foram constatados aumentos em todas as regiões:

 

  • Sudeste (16,4%)
  • Norte (25,1%)
  • Nordeste (86,2%)
  • Centro-Oeste (41,0%)
  • Sul (16,1%)

 

Nessa avaliação para 2017, o Mato Grosso liderou como maior produtor nacional de grãos, com uma participação de 26,2%, seguido pelo Paraná (17,2%) e Rio Grande do Sul (15,1%), que, somados, representaram 58,5% do total nacional previsto.

Fonte: G1
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções