Atualizado 31/05/2018

Ao menos 40 municípios já emitiram decretos devido ao desabastecimento

Outras cidades estudam decretar calamidade pública e situação de emergência.

Foto: Guilherme Testa
Foto: Guilherme Testa

O desabastecimento de combustíveis e demais insumos causado pela greve dos caminhoneiros, que chega hoje ao oitavo dia, provoca restrições de serviços em todo o Estado. Segundo informações da Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs), a situação tem levado municípios de todas as regiões a emitir decretos de calamidade pública e situação de emergência. Ao menos 40 prefeituras já assinaram os documentos, desde a semana passada, com o objetivo de melhor gerenciar os impactos sofridos pelas comunidades com a falta de produtos. Outros municípios estudam a possibilidade de emitir os decretos.

 

Calamidade pública:

Santa Vitória do Palmar

Jacutinga

São José do Norte

Lavras do Sul

São Borja

Gramado

São Gabriel

Uruguaiana

Itaqui

Manoel Viana

Pedro Osório

Pinheiro Machado

Capão do Leão

Dom Pedrito

Cruzeiro do Sul

Tapes

Teutônia

Cerrito

Rosário do Sul

Estância Velha

Pareci Novo

Santana do Livramento

Santo Augusto

São Pedro do Sul

 

Situação de Emergência:

 

Porto Alegre

Caxias do Sul

Pejuçara

Barra do Quaraí

Canguçu

Jaguarão

São Leopoldo

Carlos Barbosa

São Sebastião do Caí

Portão

São Lourenço do Sul

Victor Graeff

Cachoeira do Sul

 

Situação de Emergência Preventiva:

 

Alegrete

Bento Gonçalves

Gravataí

Fonte: CP
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções