Atualizado 13/03/2019

Cristiano Ronaldo marca três e Juventus consegue virada sobre o Atlético de Madrid

Velha Senhora avançou para as quartas de final da Liga dos Campeões com show do português

Provocado pela torcida rival no jogo de ida e em baixa na Liga dos Campeões, Cristiano Ronaldo deu a resposta na hora certa. Se havia marcado apenas um gol no torneio, fez três nesta terça-feira para definir a classificação da Juventus às quartas de final com o triunfo por 3 a 0 sobre o Atlético de Madrid, em Turim.

Atual tricampeão com o Real Madrid, dono de cinco títulos da competição no total, Ronaldo mostrou por que é um dos grandes nomes do torneio europeu em todos os tempos. Com mais uma atuação memorável, respondeu em campo às provocações da torcida adversária na derrota por 2 a 0 na ida, em Madri, e definiu sozinho a classificação da Juventus. Trata-se do momento máximo de Ronaldo nesta curta trajetória pela Juventus, e diante de um velho freguês. Com os três gols marcados nesta terça, o craque português chegou a incríveis 25 em 33 partidas diante do Atlético de Madrid, coroando uma partida praticamente perfeita do time italiano, que não deu chances para o retraído adversário.

Com a necessidade de marcar gols, a Juventus teve um início avassalador e chegou a marcar logo aos três minutos. Após escanteio da esquerda e desvio na primeira trave, Cristiano Ronaldo dividiu com Oblak e Chiellini bateu para a rede, mas o árbitro assinalou falta do português.

A pressão era intensa, mas a Juventus parava na marcação do Atlético de Madrid e já não assustava Oblak como nos primeiros minutos. Quando os espanhóis pareciam controlar as ações do adversário, Bernardeschi cruzou da esquerda, Cristiano Ronaldo aproveitou desatenção de Juanfran e cabeceou para a rede, 1 a 0.

Se não conseguia se infiltrar na defesa adversária, a Juventus achava suas melhores chances pelo alto. Chiellini chegou a assustar, mas a resposta do Atlético veio na mesma moeda. Aos 45, Morata recebeu livre na área e errou por pouco, jogando por cima do travessão.

A etapa final trouxe o mesmo cenário de completo domínio territorial da Juventus, que seguiu sufocando o Atlético, sempre tentando pelo alto. E não demorou para sair o segundo gol. Aos três minutos, Cancelo cruzou da direita e Cristiano Ronaldo cabeceou firme. Oblak deu um tapa na bola, mas a tecnologia na linha de gol alertou que a bola havia entrado.

A Juventus seguiu martelando e teve grande chance de garantir a classificação aos 36, quando o garoto Moise Kean, de 19 anos, foi lançado por Chiellini, avançou sozinho, mas bateu para fora. A classificação só podia sair dos pés de Cristiano Ronaldo, e foi o que aconteceu. Aos 39 minutos, Bernardeschi fez fila pela esquerda, invadiu a área e, empurrado por Correa, caiu. O árbitro considerou pênalti, que o português cobrou no canto direito de Oblak para selar o resultado.

Fonte: CP
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções