Atualizado 23/10/2018

Eduardo Leite contesta críticas por uso de expressão contra Sartori

Tucano diz que a frase em que cobrou que o governador saia do seu gabinete não teve caráter ofensivo.

O candidato tucano ao governo gaúcho, Eduardo Leite, contestou a exploração, pela campanha adversária, da expressão “levantar a bunda da cadeira”, utilizada por ele em recente debate. “Não teve caráter ofensivo a quem quer que seja. É apenas um ditado popular, como arregaçar as mangas, por exemplo”, definiu, em entrevista.

 

Leite afirma que usou a expressão em um debate para qualificar o tipo de postura que considera ser adequada a um chefe de Executivo. “Um governador não pode ficar no gabinete reclamando do que não conseguiu fazer. Precisa se mexer, não pode se acomodar. O que vemos agora é um governador que não conseguiu entregar bons resultados e que tenta responsabilizar os outros para justificar o próprio insucesso”, alfinetou Leite.

 

Nesta segunda-feira, a candidatura do tucano recebeu declarações de apoio do Podemos e do PMB. “Estou muito satisfeito com a resposta ao nosso projeto”, assinalou.

 

Eduardo Leite também revelou que dividirá a agenda de campanha entre ações de corpo a corpo e debates, priorizando Capital e Região Metropolitana, além de cidades polo no interior.

Fonte: CP
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções