Atualizado 05/10/2018

Idosos iniciam plantio de hortaliças em tonéis

Implantação do projeto “Horta nos Barris” é considerado alternativa de inclusão, de educação alimentar e como terapia.

Fernando Gomes
Fernando Gomes

Uma parceria público-privada implantou na tarde desta terça-feira, 02, o Projeto Horta nos Barris, no Lar da Velhice Isabel de Oliveira Rodrigues, como mais uma proposta de inclusão de idosos e cadeirantes, de educação alimentar e como terapia, por meio do plantio de hortaliças. O projeto instalado em Santo Ângelo pelo Governo Municipal, Ministério Público Federal e Rumo Logística é semelhante ao “Canteiros da Cidadania”, da cidade de Curitiba, no Estado do Paraná, que consiste na implantação de hortas comunitárias e custeado pela empresa de transporte ferroviário.

 

A cerimônia de lançamento, realizada em meio à Semana Municipal do Idoso, contou com a presença do prefeito Jacques Barbosa, do Procurador da República Osmar Veronese, dos secretários municipais Neusa Cavalheiro (Cultura) e Gilmar Borges (Agricultura), a presidente do Conselho Municipal do Idoso, Fátima Ribeiro, do presidente e vice do Lar da Velhice, Luís Rogério Mousquer e Otávio Reichert, respectivamente, da coordenadora de Comunicação e Engajamento da Rumo Logística, Carmen Maron e da engenheira agrônoma da Emater, Márcia Dezen e de idosos que integram o projeto.

 

O Lar é o pioneiro no acolhimento da ideia ao projeto e a representante da Rumo Logística, Carmen Maron, anunciou que a empresa pretende estender o projeto para outras instituições do município. “Vamos ampliar o projeto. É um prazer participar desta iniciativa. A Rumo quer fazer parte da história de Santo Ângelo”, afirmou.

 

As manifestações das autoridades foram no sentido da importância do projeto como oferta de uma atividade salutar, alternativa, simples e inclusiva para os idosos. “Este projeto não tem um alto custo, mas uma grande simbologia de responsabilidade compartilhada, de estímulo às relações sociais e ao contato com a terra”, afirmou Veronese.

 

O início dos plantios nos barris, cujas dimensões não exigem grandes esforços físicos para os idosos, foi orientado pela agrônoma da Emater e acompanhado pelas autoridades.

 

O Lar da Velhice conta atualmente com 52 idosos asilados e 32 barris de 200 litros foram instalados em locais estratégicos para o desenvolvimento das hortaliças. Durante a visita às instalações, o vice-presidente, disse que, além das hortaliças, os idosos também propõem o plantio de chás e flores nos barris.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social da Prefeitura de Santo Ângelo
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções