Atualizado 23/10/2018

Inter empata com o Santos e complica luta pelo título do Brasileirão

Colorado esteve duas vezes à frente do placar, mas foi castigado com o 2 a 2 em falhas defensivas.

O Inter mostrou eficiência ofensiva, mas falhou na defesa e acabou castigado com um empate contra o Santos, nesta segunda-feira à noite no Beira-Rio. O resultado de 2 a 2 complica a luta pelo título do Brasileirão. Os gols do Colorado foram marcados por Leandro Damião e Patrick, e o Peixe chegou à igualdade com Gabriel e Fabiano, que marcou um gol contra.  

 

Com o ponto somado, o Colorado chega a 57 e fica a cinco do líder Palmeiras, além de ser superado pelo Flamengo, com 58. A tentativa da recuperação será contra o Vasco, no Rio, sexta-feira. O Peixe, por sua vez, vai a 43 pontos e começa a pressionar o Atlético-MG no G6. 

 

O primeiro tempo foi bastante complicado para o Inter. O time de Odair não conseguia impor seu jogo. O Santos buscou a iniciativa e controlou a partida durante boa parte. Logo aos seis minutos, o Peixe já levou calafrios à torcida do Inter. Bruno Henrique se livrou da marcação e cruzou no segundo pau para um chute de primeira de Sanchez. A zaga bloqueou.

Inter passa à frente com eficiência

 

O Inter, enquanto isso, exagerava nas bolas longas e nos levantamentos para a área, sem concluir efetivamente a gol. Aos 23 minutos, uma rifada de bola quase comprometeu toda a etapa. O Santos recuperou e disparou num contragolpe com Sanchez. O uruguaio correu pelo meio e serviu Gabriel. O atacante ajeitou o corpo e chutou com endereço certo, mas Lomba salvou com linda defesa no ângulo esquerdo, fazendo com que a bola ainda batesse no travessão. 

 

No lance seguinte, Pituca teve a chance em cruzamento. Ele aparou livre de cabeça, mas mandou por cima. Só aí que o Colorado foi responder. A primeira estocada foi de Edenilson, que cabeceou quase com a força de um chute a bola cruzada por Cuesta, mas Vanderlei defendeu rente à trave esquerda.

 

Aos 43, contudo, contragolpe colorado pegou o Peixe de surpresa. Edenilson fez grande tabelamento com Patrick e ficou livre dentro da área para chutar. Ele deu uma "casquinha na bola" e a bola voou sobre Vanderlei. No desespero, o zagueiro Luiz Felipe tentou salvar e afastou a bola para o meio da área, justamente onde estava Damião, que de cabeça empurrou para o fundo das redes para colocar o Inter na frente do placar. 

 

O Santos sentiu e quase levou o segundo antes do intervalo. Nico López invadiu a área e cruzou colocado para a frente do gol. Moledo tentou tocar de letra, mas a bola passou por baixo das pernas rumo ao tiro de meta.

Reação e empate do Peixe no segundo tempo

 

Os visitantes não se intimidaram. No retorno para o segundo tempo vieram para cima. Um lapso defensivo e um momento de liberdade para o goleador do Brasileirão gerou prejuízo aos colorados. Aos 5 minutos, Gabriel recebeu no lado direito, cortou para a área entre dois marcadores e bateu colocado. A bola fez uma curva perfeita, saindo de Lomba e batendo na trave antes de entrar para a igualdade do placar. Um belo gol.

 

O Inter tentou colocar as coisas em ordem aos 8 minutos, numa bela jogada de pé em pé. D'Ale recebeu na área e serviu com categoria para Damião. O centroavante tinha o gol à disposição, mas carimbou o goleiro Vanderlei.

Polêmica, festa e frustração

 

Dois minutos depois, o lance polêmico do jogo. Sanchez desarmou Cuesta na linha de fundo com falta. A bola sobrou para Damião, que enfrentou Vanderlei e fez o gol, mas o árbitro marcou impedimento. Após longa discussão, com dúvidas se o toque na bola tinha sido do uruguaio ou do colorado, a arbitragem confirmou jogada anulada sob vaias da torcida.

 

A partida seguiu aberta, com o Santos buscando vencer, mesmo fora, e o Inter perigosíssimo no contragolpe. E foi num contra-ataque que veio o desempate colorado. A transição para o ataque foi fulminante. A jogada começou com D'Alessandro, que encontrou Edenilson no corredor esquerdo. O volante esticou a bola para Nico López, que levou a defesa santista e lançou Patrick pelo meio. O camisa 88 apareceu na corrida, já na entrada da área e bateu na saída de Vanderlei para fazer o 2 a 1. 

 

A felicidade colorada, entretanto, teve minutos contados, pois o Peixe se recusou a desistir e tinha o matador Gabriel. Ele contou, ainda, com uma lambança defensiva. Aos 33, Bruno Henrique fez a parede na área e serviu Gabriel. Ele chutou de primeira para boa defesa de Lomba. Fabiano tentou proteger para o goleiro colorado pegar. Lomba falhou na intervenção, Dourado entrou na jogada e o lateral direito se enrolou com a bola, que entrou para o fundo das redes, decretando uma nova igualdade no placar. 

 

A lambança de Fabiano tirou o ímpeto do Inter nos minutos finais. Odair ainda colocou em campo, Rossi, Wellington Silva e Jonatan Álvez e teve uma boa chance de fazer o terceiro com Rodrigo Moledo, de cabeça. O Santos, no entanto, tinha Vanderlei, que garantiu o empate em 2 a 2 no Beira-Rio. 

Brasileirão - 30º rodada

 

Inter 2

Marcelo Lomba; Fabiano (Jonatan Álvez), Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Iago (Wellington Silva); Rodrigo Dourado, Edenílson, Patrick, D'Alessandro e Nico López; Leandro Damião (Rossi).

Técnico: Odair Hellmann

 

Santos 2

Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Dodô; Alison (Bryan Ruíz), Diego Pituca e Carlos Sánchez; Rodrygo (Derlis González), Gabriel e Bruno Henrique (Renato).

Técnico: Cuca

 

Gols: Damião (43min/1ºT) e Patrick (25min/2ºT), para o Inter; Gabriel (5min/2ºT) e Fabiano, contra (33min/2ºT)

Cartões amarelos: Gustavo Henrique, Bruno Henrique e Luiz Felipe (S); Nico López (I).

Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG).

Público: 39.136 pagantes (43.159 no total).

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS).

Fonte: CP
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções